#Abdullah Kurdi

03 de setembro de 2015, 19h23

“Meus filhos eram as crianças mais lindas do mundo. Estão mortos agora”

Abdullah Kurdi, pai de Aylan, o menino sírio que morreu afogado tentando cruzar o mar Egeu e chegar à Grécia, falou pela primeira vez após a tragédia: Quero que o mundo inteiro nos escute e veja aonde chegamos tentando escapar da guerra. Vivo um grande sofrimento. Faço esta declaração para evitar que outras pessoas vivam o mesmo"