#ação trabalhistas

29 de setembro de 2016, 20h03

16 horas de trabalho por dia: Doria é alvo de seis ações trabalhistas movidas por seus ex-seguranças

Os profissionais, que trabalharam como “guarda-costas”, do tucano pedem à empresa de Doria, a Doria Associados, indenizações relativas a horas extras, salários, adicional noturno e verbas rescisórias que não foram pagas. Um dos seguranças diz que chegou a trabalhar mais de 16 horas por dia e que nunca recebeu por isso. Advogados do empresário disseram que ele “estava […]