#Alexandre Barbosa Pereira

22 de janeiro de 2014, 17h03

A escola, a juventude, o funk e a periferia em São Paulo

Para não seguir estigmatizando seus alunos, a escola precisa ouvir a juventude e dialogar com suas práticas. Principalmente nas periferias