#análise política

06 de janeiro de 2019, 18h10

Pistas para uma possível análise de conjuntura

Colunista Andrea Caldas inicia uma série de análises conjunturais do governo Jair Bolsonaro: "Há muito de antigo mas, muito de nova recombinação de elementos pretéritos e presentes e projeção de novos futuros".


13 de setembro de 2015, 14h08

Nassif: A oposição só derruba Dilma se ela ajudar

A notícia boa é que Dilma depende apenas dos seus pontos para se manter no campeonato. Basta conferir um mínimo de estrutura ao seu governo. A notícia ruim é que ela não está conseguindo


14 de julho de 2015, 10h57

Nassif: o sanatório geral da política

Hoje, há um vácuo político e uma imprevisibilidade total sobre os desdobramentos da crise. Quem disser que sabe o que sairá dessa miscelânea estará mentindo


06 de outubro de 2014, 15h47

Que o Brasil se espelhe em Juiz de Fora e São Paulo se reencontre com o Brasil

Por Ignacio Delgado Uma palavra sobre Minas Gerais e Juiz de Fora, antes de iniciarmos o debate sobre o segundo turno da eleição presidencial que, tal como sempre, na disputa entre a brasileira e o playboy, opõe nacionalistas e entreguistas, contrastando  a preservação e ampliação das políticas de inclusão e redistribuição de renda  às “medidas […]


31 de agosto de 2014, 11h14

Valter Pomar: “Solo adubado com ilusões produz merda em grande quantidade”

Numa sociedade de classes, ainda tão desigual como a nossa, não existe “Terceira Via”, minha gente! Ou é pela Esquerda, ou é a barbárie. Basta ouvir a propaganda eleitoral dos candidatos das bancadas da bala, da fundamentalista e da ruralista. É o fascismo pregado em alto e bom som, é a direita sem medo de dizer […]


23 de maio de 2011, 11h20

O paradoxal caminho da história

A difícil arte de pensar o mundo é fruto de uma caminhada árdua da humanidade, com os naturais avanços e recuos, teses e antíteses que permeiam toda e qualquer atividade do homem. Tais reflexões as faço movido pelo desejo sincero de compreender algumas nuances do atual momento político brasileiro, em particular o sutil, mas nem sempre, jogo de esgrima entre parte da esquerda brasileira e os governos do presidente Lula e agora o da presidenta Dilma Roussef.


13 de fevereiro de 2011, 11h57

Até máscara de Serra para o Carnaval foi parar no fundo do Balcão

Minha hipótese é bem mais simples: se os designers de máscaras de carnaval tivessem acrescido a bolinha de papel na careca do Serra iriam vender feito água :P E, embora, professor Gaudêncio não tenha dito em seu artigo abaixo, aposto que a máscara de carnaval do Cara continuará em alta. O Canto desafinado das Oposições […]