#André Guilherme

26 de julho de 2018, 17h41

E o promotor do Rio de Janeiro virou carcereiro! Que coisa, não?

O MP deve dizer, clara e publicamente, que o Ministério Público é, sim, uma instituição isenta; seu perfil constitucional é claro. Se fosse para não ser isento-imparcial, não teria recebido as garantias iguais às da magistratura