#anti-temer

28 de agosto de 2017, 20h12

Jovens espionados por capitão do Exército infiltrado viram réus

18 manifestantes detidos em um ato anti-Temer em São Paulo, em 2016, irão a julgamento por “associação criminosa”. O único que fazia parte do grupo que não foi detido e que não responde processo é o capitão do exército William Botelho que, com o condinome de “Balta Nunes”, se infiltrou entre os jovens e, provavelmente, […]