#Barão do Itararé

06 de abril de 2016, 11h43

Não obstante, lá vai porrada!

Tenho me lembrado direto do Barão de Itararé. Ele gostava da ciência, mas lamentava o uso que faziam dela. Por exemplo: o avião, que Santos Dumont inventou “para mandar cartões postais para as namoradas com maior rapidez”, acabou sendo usado na guerra; e a televisão, “maior maravilha da ciência” estava “a serviço da imbecilidade humana”. […]