#Biblioteca Latino-Americana

03 de outubro de 2012, 12h45

Biblioteca Latino-Americana: Adán Buenosayres (1948), de Leopoldo Marechal

Leopoldo Marechal é o único dos grandes escritores argentinos de sua geração a alinhar-se com o peronismo. Pagou por isso um preço amargo. Adán Buenosayres (1948), uma obra-prima do romance latino-americano, foi recebida com burlas, ataques e desprezo. Com poucas exceções, o silêncio sobre a obra se manteria inalterado durante quase duas décadas, até que […]


16 de março de 2012, 05h28

Biblioteca Latino-Americana: Xangô, o grande fodão [Changó, el gran putas] (1983), de Manuel Zapata Olivella

. Como sabe quem tem acompanhado este blogue, a tag Biblioteca Latino-Americana é um cantinho reservado aqui na Fórum para uma coleção de notas introdutórias, breves resenhas que apresentam o leitor brasileiro a obras canônicas do pensamento hispano-americano. Minha ideia até agora era ater-me à tradição ensaística do continente, mas meu contato, nas últimas semanas, […]


29 de julho de 2011, 07h21

Biblioteca Latino-Americana: Dos meios às mediações (1986), de Jesús Martín-Barbero

Exagerando um pouquinho, poderíamos dizer que a publicação de Dos meios às mediações: Comunicação, cultura e hegemonia (1986), do espanhol radicado na Colômbia Jesús Martín-Barbero, marca a derrota definitiva da Escola de Frankfurt nos debates sobre mídia e comunicação na América Latina. Amplamente dominante nos anos sessenta e setenta, a teoria frankfurtiana trabalhava a mídia […]


01 de junho de 2011, 05h55

Biblioteca Latino-Americana — Contraponto cubano do tabaco e do açúcar (1940), de Fernando Ortiz

Fernando Ortiz (1881-1969) é o fundador dos estudos afro-cubanos e um dos maiores antropólogos da América Latina no século XX. Contrapunteo cubano del tabaco y del azúcar (1940), um primo de Casa-Grande e Senzala, permanece como o mais ilustre ensaio de identidade nacional de Cuba. Através de um jogo alegórico entre os dois principais produtos agrícolas da […]


25 de maio de 2011, 10h24

Biblioteca Latino-Americana — Ariel (1900), de José Enrique Rodó

Ariel, do uruguaio José Enrique Rodó, talvez seja o texto mais influente de toda a história do aparato educacional latino-americano. Na primeira metade do século XX, dificilmente se encontrará, na América Hispânica, prática pedagógica na área de ciências humanas intocada, de alguma forma, pelo breve opúsculo de Rodó. Dirigido à “juventude” da América, o título […]


17 de maio de 2011, 14h04

Biblioteca Latino-Americana – Radiografia do Pampa (1933), de Ezequiel Martínez Estrada

Ezequiel Martínez Estrada (1895-1964), ensaísta, poeta, contista e crítico literário, nasceu na província de Santa Fé e morreu em Bahía Blanca, província de Buenos Aires. Como a esmagadora maioria da intelectualidade de sua geração, foi anti-peronista. Durante os dois primeiros mandatos de Perón (1946-1955), foi privado de seu emprego em La Plata. Depois do golpe […]


09 de maio de 2011, 14h15

Biblioteca Latino-Americana – Sete ensaios de interpretação da realidade peruana (1928), de José Carlos Mariátegui

Sete ensaios de interpretação da realidade peruana (1928), de José Carlos Mariátegui (1894-1930), é o livro peruano mais traduzido e reeditado de todos os tempos e a primeira grande obra do marxismo latino-americano. No contexto das primeiras décadas do século XX, quando chegavam as ideias marxistas com os imigrantes operários europeus e se fundavam os […]


19 de abril de 2011, 05h36

Biblioteca Latino-Americana – Facundo, ou civilização e barbárie, de Domingo Faustino Sarmiento (1845)

  Não seria exagero dizer que este é o livro que inventa a Argentina moderna. Domingo Faustino Sarmiento é membro da geração liberal que funda a literatura argentina no exílio durante o regime do caudilho Juan Manuel de Rosas (1829-52), período em que o país se divide entre unitários (liberais que favoreciam a unificação com […]