#bicha pobre

06 de novembro de 2014, 11h25

Não existe bicha pobre?

"É na rua que estão as travestis, os michês e as bichinhas pegadeiras. Eles é que são as maiores vítimas de violência anti-LGBT, mas são também o 'lado oculto do arco-íris'. A parte excluída de um movimento que – teoricamente – luta por igualdade, respeito à diversidade e inclusão"