#Bombas semióticas

10 de julho de 2018, 17h19

Moro e Neymar: a vaidade é o pecado favorito do Diabo

Em 72 horas os maiores investimentos semiótico-ideológicos da grande mídia foram desconstruídos: Sérgio Moro e Neymar Jr. O primeiro caiu na armadilha do habeas corpus que supostamente iria soltar Lula. E o segundo, na arapuca tautista midiática que fez o jogador acreditar que era intocável, até a viralização do mote “cai-cai” em vídeos pelo mundo eliminá-lo junto com a Seleção. Duas bombas semióticas


14 de junho de 2018, 17h31

Cinegnose discute bombas semióticas e guerra híbrida na FACIP/Universidade de Uberlândia

Na noite da última quinta-feira este humilde editor do “Cinegnose” ministrou a palestra de abertura do Curso “O Golpe de 2016 e o futuro da democracia”. Saiba mais


20 de abril de 2018, 15h14

Ocupação do triplex: pontos para a esquerda na guerra semiótica

Finalmente a esquerda marca pontos na atual guerra semiótica no front do campo simbólico da sociedade (grande mídia + opinião pública): a ocupação do indefectível “triplex do Lula” no Guarujá pelo MTST e a Frente Povo Sem Medo apresentou todas as características de um petardo semiótico: Detonação, Letalidade, Dilema Midiático e Dissonância Cognitiva. Uma ocupação […]


09 de abril de 2018, 14h57

Na prisão de Lula mais uma vez a esquerda perde a guerra semiótica

Do significado da data da prisão de Lula determinada por Moro (06/04, dia da morte do “Patriarca da Independência”, José Bonifácio); passando pelo destino do comboio que levava Lula para a PF no bairro da Lapa (ao invés de Congonhas, evitando que a militância petista entrasse em rede nacional fazendo protestos na entrada do aeroporto); […]


09 de março de 2018, 14h32

Do futebol argentino, uma lição de guerra semiótica para as esquerdas brasileiras

O “hit de verão” começou nos estádios argentinos, como protesto contra suposto favorecimento do Boca Junior na Federação de Futebol pela influência do presidente Mauricio Macri. Um canto ofensivo que ultrapassou o futebol e nos últimos dias se propagou para eventos culturais, shows de rock, memes e redes sociais. Se há apagão ou um trem […]


05 de março de 2018, 14h48

Globo une gestão de imagem de Neymar com bomba semiótica da intervenção militar

Assim como na Copa de 2014, mais uma vez Neymar sofre uma contusão que o retira de uma cena catastrófica: lá atrás, livrou-se dos humilhantes 7 X 1 contra a Alemanha; hoje, escapa de mais uma possível derrota para o Real Madrid que tiraria o PSG da Champions League. O que tornaria ainda mais pesado […]


23 de fevereiro de 2018, 22h06

Cinegnose e Savoir Cursos & Palestras promovem workshop “Guerra Híbrida e Bombas Semióticas”

O Blog “Cinegnose” e a “Savoir Cursos e Palestras” promovem o workshop “Guerra Híbrida e Bombas Semióticas”. Este humilde blogueiro desenvolverá o workshop no dia 10 de março, no Hotel São Paulo Inn, no Centro de São Paulo. A partir da Guerra Híbrida implementada por uma inédita estratégia política midiática no período de 2013-2016 que […]


15 de fevereiro de 2018, 22h25

Cinegnose participa de debate sobre guerra antimídia e carnaval na TV 247

Respondendo ao convite do jornalista e editor-responsável pelo Brasil 247, Leonardo Attuch, esse humilde blogueiro participou de uma discussão no canal YouTube TV 247 sobre a repercussão do desfile da escola Paraíso do Tuiuti. O debate foi ontem à tarde (14/02), enquanto acontecia a apuração das notas do Grupo Especial do Carnaval do Rio. O […]


13 de fevereiro de 2018, 19h31

Guerra antimídia no sambódromo, zumbis no Carnaval e Grau Zero na política… mas não conte pra esquerda!

Enquanto a escola Paraíso do Tuiuti no Rio de Janeiro deixava Fátima Bernardes e Alex Escobar constrangidos ao vivo, quebrando o silêncio com cacos de falas desconexas enquanto alas de passistas mostravam Temer como “o vampiro neoliberatista”, “manifestoches” com patos amarelos da Fiesp e operários bradando carteiras de trabalho, em Curitiba o Carnaval era assombrado […]


11 de janeiro de 2018, 17h49

Luciano Huck: da vulgaridade regada a funk e pagode à “grande esperança branca”

O ex-cineasta e jornalista Arnaldo Jabor chamava-o de “fazendeiro de bundas” no final dos anos 1990. Naquele momento, a elite bem-pensante de um país cujo presidente era um sociólogo e doutor pela Sorbonne via-o como um personagem do nível de apresentadores como Gugu ou Ratinho. Produto da “revolução da vulgaridade regada a funk e pagode”. […]


30 de outubro de 2017, 14h57

Madonna e Bono Vox fazem o País cair na real

Surreal ironia: enquanto o motorista da Universidade Federal conduzia este humilde blogueiro para uma palestra no Rio no dia 24, orientado por um aplicativo que em tempo real envia alertas de locais com tiroteios, assaltos e arrastões, lá em cima, em cerimônia no Cristo Redentor, estavam membros da elite artística e tecnológica global. Entre eles, […]


01 de setembro de 2017, 20h55

Publicidade brasileira convocada para educar as massas no “Brave New World”

Sempre criticamos a Publicidade por esconder suas secretas pretensões sob camadas de retórica, mitologias, tons pastéis, cores suaves e a atmosfera de um eterno comercial de produtos matinais. Esqueça tudo isso! Em tempos atuais de crise econômica e milhões de desempregados para os quais a solução inevitável apontada são o empreendedorismo, “pejotização”, precarização profissional e […]


26 de julho de 2017, 17h19

Luta simbólica da esquerda é vulnerável contra guerra híbrida midiática

O escritor e dirigente sindical Roberto Ponciano no seu artigo “Cultura, Violência e Direito à Insurreição” observa uma “docilidade cultural” que parece tomar as manifestações no Brasil e alerta: “Nesse ritmo de paz e amor em que estamos, embalados pelos showmícios de Caetano, ao menos nos tornaremos escravos mais alegres do mundo”. O editor do […]


03 de julho de 2017, 16h08

Bombas semióticas brasileiras (2013-2016): por que aquilo deu nisso?

Em série de 51 postagens ao longo do período 2013 (iniciado nas chamadas “Jornadas de Junho” das manifestações de rua) até o impeachment em 2016, este “Cinegnose” fez uma espécie de crônica das bombas semióticas disparadas pela grande mídia – uma complexa guerrilha semiótica que mobilizou todo o arsenal retórico, linguístico e semiológico divididos em […]


16 de junho de 2017, 18h08

Miriam Leitão, capas de revistas e a teratopolítica

A denúncia tardia da jornalista Miriam Leitão de que supostamente teria sido vítima do ódio de petistas num voo entre Brasília-Rio tem um timing preciso: o momento no qual Lula e Lava Jato estão em segundo plano diante da guerra entre os canhões da Globo e a resistência do desinterino Michel Temer em se agarrar […]