#Cães errantes

01 de maio de 2014, 14h49

Em defesa do cinema desagradável

Triste e desolado, “Cães errantes” expõe, entre elipses, ambiguidades e pontos sem explicação, personagens movendo-se nas bordas da metrópole capitalista