#camiseta

01 de setembro de 2018, 17h42

Sargento da FAB ameaça criador da camiseta Bozonaro 66.666

Desde o lançamento de camisetas com os dizeres "Bozonaro 66.666", “Ciro duas caras” e “Alckndead”, satirizando os presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), o empresário Alberto Hiar passou a receber ameaças em seu Facebook.


29 de maio de 2018, 20h16

Yuri Soares: É hora de torcer e lutar pelo Brasil!

"Vamos não só torcer pelo Brasil na Copa, como dialogar com nossos amigos e familiares sobre a necessidade de lutarmos coletivamente para tirá-lo do atoleiro em que estamos. Inclusive com aqueles que estiveram em lados opostos ou se calaram até agora"


14 de maio de 2018, 15h11

Esquerda ri de si mesma na derrota da guerra semiótica

O sucesso na Internet da camiseta vermelha da seleção brasileira, para torcedores de esquerda torcerem na Copa sem serem confundidos com “paneleiros do pato amarelo”, e do “Museu da Direita Histérica” no Facebook são dois sintomas de um mal-estar da esquerda: a derrota por WO no campo da comunicação. Quando ri dos vídeos impagáveis da “direita raivosa” ou se diverte com a camiseta alternativa da seleção, no fundo ri de si mesma – enquanto a esquerda brada as armas dos símbolos (o vermelho, cartas para Lula e bandeira do MST e CUT etc.), a direita dispara a bomba semiótica da iconificação – a apropriação dos símbolos para se converterem em ícones facilmente massificados ou viralizados. Símbolos são iniciáticos, sectários, exclusivos. Enquanto os ícones valem mais do que mil símbolos. Desde a iconificação do símbolo da suástica pelos nazistas.


17 de abril de 2018, 15h21

CBF censura “versão de esquerda” da camiseta da Seleção Brasileira

Além de proibir a venda através de uma notificação extrajudicial, a CBF determinou ainda que as imagens da camiseta sejam apagadas das redes sociais; peça foi criada por uma designer de Uberlândia para aqueles que querem torcer para o Brasil na Copa sem ser confundido com um "coxinha"


29 de janeiro de 2018, 08h07

Loja retira de circulação camiseta com estampa da Febem após revolta de internautas

A AMPamulherdopadre divulgou nota se desculpando: “Consideramos que foi um erro grave a colocação de uma marca como a da Febem nessa linha e retiramos as camisetas imediatamente de nossas lojas”.


12 de abril de 2017, 22h06

Facebook, que quer coibir notícias falsas, não vê problema em venda de camiseta com Lula degolado

A loja online “Snake Bite” colocou à venda uma camiseta com uma imagem que remete ao ex-presidente degolado, em uma clara incitação à violência e à intolerância. A loja foi denunciada, mas o Facebook se negou a retirar o material do ar Por Redação O Facebook vem tentando demonstrar, recentemente, esforços de identificar e coibir, […]


07 de março de 2017, 13h28

MBL lança camiseta com Holiday ao lado de Martin Luther King e causa revolta

Internautas criticaram a incoerência da imagem, uma vez que Fernando Holiday classifica a luta de militantes negros de "vitimização" e ataca iniciativas como as cotas raciais.


28 de novembro de 2016, 12h58

“Mulher burra” é pleonasmo? Internautas se revoltam com camiseta vendida na Dafiti

Empresa removeu a página que vendia a camiseta por R$ 49,90, mas ativistas arquivaram código.


05 de março de 2015, 18h01

Campanha infeliz: Grife de Luciano Huck é notificada pelo Procon

Após gerar enorme repercussão e ser acusada de incitação à pedofilia, a marca do apresentador global foi notificada pelo órgão, que entende que houve prática abusiva na comercialização da camiseta infantil com a frase "Vem ni mim que eu tô facin"; grife interrompeu as vendas e pediu desculpas no site.