#caso Marielle

13 de junho de 2018, 16h27

Após três meses da execução de Marielle, presidente do PSOL cobra respostas

Juliano Medeiros: “O ódio, a intolerância, os preconceitos já não se expressam apenas na internet. Eles estão disseminados tomando a forma de ataques, agressões, intimidação e assassinatos”