#Cemitério de Perus

31 de agosto de 2017, 10h02

Os dias não eram assim

Em “Os dias eram assim”, a canhestra minissérie da Rede Globo, falta lá, no centro de tudo, ela própria como personagem, construindo a narrativa e escondendo a selvageria, o seu plim plim diário, as suas mentiras, o seu apoio.


19 de agosto de 2015, 18h44

MPF recebe 614 ossadas de possíveis desaparecidos políticos da ditadura

As ossadas estavam em vala clandestina do Cemitério de Perus, na zona noroeste da capital paulista, usado durante a ditadura militar para enterrar secretamente militantes políticos assassinados e outras vítimas de violência no regime. Por meio de análise antropológica, arqueólogos estimaram o perfil biológico das pessoas, como sexo, estatura, faixa etária e possíveis traumas.