#cordão do boitatá

07 de fevereiro de 2016, 14h26

Ao vivo, folião recusa entrevista e chama diretor da Globo de ‘nazista’

Um folião que estava no bloco Cordão do Boitatá, um dos mais tradicionais do Rio de Janeiro, constrangeu a equipe de jornalismo da Globo News ao se recusar, ao vivo, a falar com a repórter da emissora: "Ali Kamel é nazista. Eu não falo com a Rede Globo". No sábado (6), outro folião recusou entrevista: "Ei, Rede Globo, vai tomar no cu"