#crimes digitais

15 de abril de 2014, 09h54

Opinião: Um Marco Civil que aprofunda a democracia

O Brasil caminhou do Ai-5 Digital de Azeredo, que praticamente sepultaria o livre acesso dos usuários à rede, para uma Constituição da Internet, que garantirá os direitos e definirá deveres do usuário