#crônica

01 de outubro de 2018, 23h14

Historinhas que não têm nada a ver

Eleições, eleições, eleições... Certo, é o assunto do momento. Mas a gente precisa de um refresco


09 de agosto de 2018, 21h12

Motivador profissional

O motivador profissional caprichava nas metáforas, criava experiências que nunca teve e citava uma frase de Henry Ford, que era podre de rico, para mostrar aos desempregados do dia seguinte quantas oportunidades existem no fracasso


26 de junho de 2018, 12h18

As sete virtudes capitais

Leia na coluna #HumanidadeCrônica, de Charles Carmo: "Quem não conhece o próprio corpo é incapaz de conhecer o corpo social"


12 de junho de 2018, 10h46

Pedro Sujo e o Rei do Mundo

Os loucos são senhores da cidade, cabendo aos cidadãos alimentá-los, vesti-los e, na falta de uma família que o faça, zelar para que a loucura não lhes domine o asseio. Disso resulta que, por curioso que seja, a loucura desperta a solidariedade cívica. Porque os loucos pertencem às cidades, não às famílias.


13 de setembro de 2017, 08h34

Editora chefe do Correio Braziliense pede desculpas por texto machista e assume responsabilidade

“A desculpa de que fomos criados assim não deve mais ser usada”, afirmou Ana Dubeux. Da Redação Na última segunda-feira (11), o jornal Correio Braziliense publicou uma crônica de cunho machista que causou uma grande revolta nas redes sociais. No texto publicado, tanto na versão impressa quanto digital, o autor escancara um ambiente hostil as […]


11 de setembro de 2017, 20h47

‘Correio Braziliense’ publica crônica de cunho machista e alimenta cultura do estupro

Na crônica intitulada “A Estagiária”, que já foi retirada do ar, uma nova estagiária do jornal é tratada como um pedaço de carne. Entre descrições de seu “decotinho perverso” e de seu “defeito”, que era ter namorado, o texto retrata uma realidade vivida por milhares de mulheres em redações mas não faz qualquer ponderação quanto […]


08 de setembro de 2017, 11h30

Crônica de Camilo Vanuchi: O que Palocci fez com Lula…

Uma conversa entre dois amigos sobre o depoimento de Antônio Palocci ao juiz Sergio Moro, tentando incriminar Lula em troca de benefícios.


23 de junho de 2017, 19h45

Conheça a crônica contra o feminicídio escrita em 1915 por Lima Barreto, o homenageado da Flip deste ano

O texto “Não as matem”, do autor negro que é o homenageado da Flip 2017, já falava, em 1915, do assassinato de mulheres, problema mais que atual. Confira  Por BdF “Não há muito tempo, em dias de carnaval, um rapaz atirou sobre a ex-noiva, lá pelas bandas do Estácio, matando-se em seguida. A moça com […]


19 de maio de 2016, 19h02

Boris Schnaiderman

Vi nos jornais a notícia da morte de Boris Schnaiderman, aos 99 anos de idade. “Tradutor e escritor”, diz a matéria na Folha, “pioneiro na tradução da literatura russa”. Era isso mesmo, e muito mais. Nascido na Ucrânia, veio ainda criança para o Brasil, lutou contra o fascismo pela FEB, na Itália, na Segunda Guerra […]


20 de fevereiro de 2016, 12h40

Onde está a honestidade?

Ando me lembrando muito da música de Chico Buarque em que um pai conta que o filho lhe traz presentes todos os dias. Um dia é um relógio, outro dia um anel de ouro, bolsa, óculos de sol… “É o meu guri”, diz o pai orgulhoso e ingênuo, que não sabe que o menino rouba. […]


12 de fevereiro de 2016, 10h41

Cidinha da Silva: Sobre os que juntam vinténs na microeconomia do carnaval

Soterópolis continua linda e os resquícios da escravidão, vivíssimos, como sempre estiveram


21 de janeiro de 2016, 12h51

Como encarar a crise? O exemplo do Arnaldo não vale!

Qual é a pior dor que existe? Ô, assunto besta! Mas me lembrei disso ao constatar, com um exame de ultrassom, que mais uma vez estou com cálculo renal, a popular “pedra no rim”. Por enquanto, ela não se mexeu e continuo sem dor, mas com um esforço qualquer que eu faça, ela pode se […]


30 de dezembro de 2015, 11h17

Aleluia, Amém, Alá, Sauidi, Axé

Deparei-me com um quadro em que havia a oração de Dom Pedro Casaldáliga. Com a transcrição dessa poesia abraço as leitoras e os leitores da Fórum. Foi o modo que encontrei de sair do meu lugar com a minhas apreensões pessoais e olhar para o “corredor” cheio de gente com a mesma necessidade essencial: acolhimento


26 de outubro de 2015, 08h48

Ora por mim mãinha!

Aeroporto de Recife. É madrugada. Se esperar o voo é inevitável, melhor tentar aproveitar o tempo. Enquanto a conexão não é chamada, paro de transitar nas lojas para bisbilhotar coisas supérfluas e dedico-me a espiar as pessoas em trânsito. O livro aberto no colo ajuda na figuração do sujeito distraído. Diversidade humana é algo que […]


24 de setembro de 2015, 16h16

Medo de assombração!?

Quando chego a um lugar e conheço adultos que têm medo de assombração, eu sempre digo que esse é um lugar bom de se viver. Tem medo de assombração quem não precisa ter medo de gente viva. Em cidades violentas, ninguém tem medo de almas do outro mundo. Têm medo de assaltantes. Vejam, principalmente nas […]