#Daniel Cerqueira

17 de outubro de 2013, 18h57

Jovem negro corre 3,7 vezes mais risco de assassinato do que branco

De acordo com estudo do Ipea, “ser negro corresponde a [fazer parte de] uma população de risco: a cada três assassinatos, dois são de negros”