#Desenvolvimento Sustentável Esperança

06 de junho de 2007, 18h09

Fazendeiro acusado de mandante no assassinato de irmã Dorothy é condenado a pena máxima

O fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, foi condenado a 30 anos de prisão sob acusação de ser o mandante do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang, em 2005. A pena será cumprida em regime fechado. Se recorrer, terá de aguardar o novo julgamento detido.