#desindustrialização

29 de abril de 2018, 12h21

Entrevista com Giorgio Romano Schutte: “Governo Temer desmontou apoios à indústria nacional”

“É preciso estabelecer pontes com setores que não são de esquerda, mas que querem apostar na indústria”, aponta Giorgio


02 de agosto de 2012, 00h57

Petróleo, derivados e as veias abertas do pré-sal

Petróleo, esse tema me incomoda há tempos. Não somente pelos danos ao ambiente, como também à política nacional de desenvolvimento, sobretudo após a sua descoberta na camada do pré-sal. Muitos vêem no petróleo o tesouro redentor a ser extraído das profundezas, cada qual buscando seu quinhão, da justa aplicação em educação, cultura, ambiente e ciência e tecnologia à simples […]


20 de julho de 2012, 13h30

Os riscos da desindustrialização e desnacionalização

Brasil corre o risco de uma contração do setor industrial e de atrofia de sua capacidade tecnológica, e de se tornar uma mera plataforma de produção e de exportação de multinacionais


22 de novembro de 2011, 09h39

O calcanhar-de-aquiles da América Latina

Por Ricardo Abramovay*, no Outras Palavras A América Latina e a África Subsaariana são as duas regiões do mundo cujos recursos materiais, energéticos e bióticos superam o montante necessário de terra e água para a produção do que consomem e para a absorção dos resíduos gerados por sua oferta de bens e serviços. Ou, para […]


22 de julho de 2011, 12h58

Metalúrgicos do ABC: “O Brasil está virando um exportador de commodities” E quando deixou de ser?

A história econômica de nosso território desde a chegada dos portugueses é uma história de exportação de matéria-prima. Desindustrialização e baixa competitividade preocupam metalúrgicos do ABC Por Jorge Américo, de São Paulo, da RadioAgência NP 20/07/11 A participação da indústria brasileira na composição do Produto Interno Bruto (PIB) caiu pela metade em menos de 30 […]


06 de julho de 2011, 18h19

Brasil vai virar uma fazenda chinesa?

Os juros altos no Brasil atraem dólares atrás de rendimento fácil. Isso faz o real ficar forte demais frente ao dólar. Resultado: nosso produtos ficam caros, perdem mercado aqui dentro para os chineses, e também não conseguem competir lá fora. Quase cem anos depois de empreender um esforço gigantesco para se industrializar, o Brasil corre o risco de fazer o caminho inverso: seremos, de novo, uma grande fazenda exportadora de alimentos, ferro e outros produtos primários?