#estudante brasileira

27 de julho de 2018, 14h13

Assassinato da estudante brasileira na Nicarágua revela timing da guerra híbrida

O assassinato da estudante brasileira de medicina na Nicarágua, em meio à violência nas manifestações contra o governo Daniel Ortega, é mais uma evidência de que a crise naquele país segue o roteiro já visto das guerras híbridas no Brasil e no mundo. Timing perfeito.