#Eugênio Rosa de Araújo

20 de maio de 2014, 21h16

Juiz muda de opinião e diz que cultos afros são religiões

Magistrado admitiu em nota que cometeu um erro, mas não mudou teor da sentença original e vídeos considerados ofensivos a religiões afro-brasileiras continuam no YouTube