#Fascismo Branco

27 de maio de 2017, 14h03

Práticas fascistas crescem e atingem movimentos sociais e grupos periféricos

A criminalização da política e a sustentação do pleno poder a determinadas instituições sedimenta o caminho para a edificação de um “fascismo branco” que se realiza a despeito do funcionamento “regular” dos aparelhos de poder democráticos. A total soberania de mídia e judiciário é danosa para a democracia. Mais que isto: para os movimentos sociais e a periferia.