#Felício Ramuth

30 de novembro de 2017, 09h17

Prefeito tucano de Praia Grande xinga morador de vagabundo, chama pra briga e é filmado

Sem saber que era filmado por moradores, o prefeito – um dos cinco mais ricos do Brasil – berra durante vários minutos: “Desce aqui que eu quebro a tua cara”. Veja o vídeo


10 de agosto de 2017, 16h29

Pinheirinho volta a ser alvo de governo tucano

Os moradores do Pinherinho foram arrancados de suas casas em 2012, durante governo do tucano Eduardo Cury. Receberam as chaves das novas residências no governo de Carlinhos de Almeida (PT) e agora tiveram uma horta comunitária arrancada pela gestão de Felício Ramuth (PSDB). Por Julinho Bittencourt, com a colaboração de Paulo Roxo Barja Vocês se […]


24 de julho de 2017, 10h12

Lideranças do MBL que criticavam loteamento ocupam cargos de mais de R$ 10 mil

Vários líderes do Movimento Brasil Livre, que atuaram na mobilização pelo impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, vêm ganhando cargos comissionados em grandes cidades neste ano. Eles estão lotados em administrações de 170 municípios.


07 de junho de 2017, 12h04

Prefeito tucano de São José dos Campos repete Doria e também tem CNH suspensa

Seguindo os passos do correligionário, Felício também disse que não era o motorista e perdeu o prazo para indicar o condutor. Ele também causou polêmica ao aumentar o limite de velocidade de uma importante ligação da região central da cidade.


02 de junho de 2017, 13h46

MP aponta conluio em licitações fraudulentas entre prefeituras tucanas de São Paulo

Promotoria considera fraudulenta concorrência envolvendo a empresa do prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth (PSDB), e a prefeitura de Praia Grande, do também tucano Alberto Mourão, com valores de contrato da ordem de R$ 176,5 mil. Servidores de Praia Grande e o prefeito Felício podem até perder cargo.


10 de janeiro de 2017, 12h03

Para “economizar” tucano acaba com Sinfônica de São José que consome 0,09% do orçamento

O prefeito tucano de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), anunciou o fim da Orquestra Sinfônica da cidade para cortes de despesas. A orquestra, no entanto, consome apenas 0,09% do orçamento municipal. A decisão gerou revolta de artistas e moradores da cidade. Ex-prefeito Carlinhos Almeida lamentou a atitude: “Sei muito bem que um patrimônio como esse não se reconstrói da noite para o dia e o prejuízo à cultura da cidade seria tremendo”.