#filho gay

03 de novembro de 2017, 09h02

Ironia: Bolsonaro diz que não tem pecados. “Seu eu morrer agora, vou para o céu”

Questionado sobre como agiria se tivesse um filho homossexual, o deputado afirmou: “O tempo vai te amoldando as coisas. Eu acho que se ele for gay por livre e espontânea vontade, sem influência da escola, ele vai ser feliz”.