#“Foi Um Rio que Passou em Minha Vida”

11 de novembro de 2017, 18h02

Os 75 anos de Paulinho da Viola

Há uma máxima esbranquiçada repetida alhures de que Paulinho da Viola dá dignidade ao samba. Nem o próprio concordaria com a frase, tampouco por modéstia. Paulinho é o primeiro a reconhecer a dignidade secular que o ritmo carrega, a despeito de, ou até com ele