##fuckracism

27 de junho de 2018, 12h16

“F*-se o racismo”, grita em coro a seleção da Suécia em defesa de companheiro. Vídeo

“Sou um jogador de alto nível, receber críticas faz parte da nossa vida; mas ser chamado de ‘imigrante maldito’ e ‘homem-bomba’ é completamente inaceitável”, disse o jogador