#higilimp

11 de fevereiro de 2016, 18h19

Empresa contratada pelo governo de SP fecha as portas e abandona trabalhadores sem salário

Cerca de 1.500 funcionários da Higilimp, empresa que presta serviços para órgãos como Metrô, USP e alguns hospitais, estão há mais de um mês sem salários e benefícios e foram surpreendidos, no meio do Carnaval, com a notícia de que a companhia havia falido; sindicato luta para que governo e gestores arquem com os custos e readmita trabalhadores, que já começam a ser desligados