#indústria bélica

13 de janeiro de 2015, 22h09

Quem vai mandar parar as máquinas de guerra?

o que ninguém ainda discutiu muito é que existe uma enorme indústria de armamentos ganhando trilhões de dólares com este estado de guerra e de terrorismo constante. Que tipo de paz teremos enquanto o orçamento das Nações Unidas (que deveria, ainda que em tese, promover a paz ) for 300 vezes menor que o faturamento anual da indústria bélica?


19 de janeiro de 2014, 23h30

Ricos, poderosos, sem limites. O trilionário negócio das armas

Num mundo de 840 milhões de famintos, as despesas militares dos países superam US$ 1,7 trilhão em três anos, o equivalente a US$ 260 dólares por habitante do planeta


21 de junho de 2012, 14h02

A derrota dos EUA no Iraque: o declínio de um modelo

Não há garantias de que invasões semelhantes não voltem a ocorrer, mas a Guerra do Iraque demonstrou a decadência definitiva de uma forma de ocupação colonial que os Estados Unidos tentaram impor várias vezes, a mais ilustremente derrotada delas no Vietnã


15 de outubro de 2011, 11h10

Máquina de moer gente

A Indústria bélica movimenta mais de 800 bilhões de dólares por ano no mundo. Nesse comércio da morte, em que só os produtores de armamentos ganham, quase metade do mercado exportador está nas mãos dos estados unidos, vítimas agora de atentados que acabaram com a paz americana.