#informações privilegiadas

27 de setembro de 2016, 09h47

Alexandre de Moraes se reuniu com a Polícia Federal três dias antes da prisão de Palocci

Criticado por receber informações privilegiadas da operação Lava Jato, Alexandre de Moraes será alvo de representação no Ministério Público Federal e na Comissão de Ética da Presidência da República.