#ISE

15 de junho de 2017, 12h08

Ricardo Teixeira consultou ex-presidente do Barcelona sobre “lugares seguros para fugir”

A informação faz parte de uma decisão judicial desta quinta-feira e na qual a Justiça espanhola rejeita um pedido de Rosell para aguardar seu processo em liberdade. Por um esquema de corrupção envolvendo a seleção brasileira, o catalão foi preso no dia 25 de maio. Para justificar sua negativa, a autoridade espanhola apontou que existiria um "alto risco de fuga" por parte de Rosell.