#Joaquina Bar

03 de abril de 2015, 08h57

Cinco empresas que usam símbolos da escravidão como marca

Explorando figuras de escravos, navios negreiros e recorrendo a nomes como “Senzala”, empresas brasileiras utilizam a escravidão como marca positiva para atrair a clientela e viram alvo de debates sobre racismo Por Jarid Arraes No último dia 25, publiquei em minha coluna Questão de Gênero uma denúncia contra a Divino Fogão, uma rede de restaurantes […]