#josé valdir

04 de agosto de 2016, 14h17

O risco da criminalização de movimentos sociais para a democracia

Em Goiás, 4 integrantes do Movimento Sem Terra tiveram prisão decretada, dois estão presos e tiveram habeas corpus negado e outros dois exilados em outros estados. Em entrevista para a Fórum, o coordenador do MST em Goiás apontou que as prisões fazem parte de uma ação que busca criminalizar os movimentos sociais.