#licença-paternidade

18 de setembro de 2014, 16h58

Creche ou licenças? Um manifesto pela sororidade entre mães

Eu parei de trabalhar para ficar em casa com mes filhes. Assim que fiquei grávida, pedi exoneração do meu cobiçado cargo público concursado e estável; não esperei sequer para usufruir da licença-maternidade paga pelo Estado. Essa foi uma decisão minha, um desejo meu que, dentro do meu universo de privilégios, me foi possível concretizar. Essa […]