#m5

08 de novembro de 2016, 09h47

M.Officer é condenada por trabalho escravo e deverá pagar R$ 6 milhões em multa

Empresa dona da marca terceirizava confecção de peças de pequenas oficinas que utilizavam mão de obra boliviana em condições análogas a escrava.