#Mário Góes

29 de maio de 2015, 17h05

O jogo de coerção do juiz Sergio Moro

Juiz federal aproveita a fragilidade do réu, que chora em desabafo sobre seu estado de saúde, pedindo a conversão da prisão preventiva em domiciliar, para coagi-lo a confessar