#Max Altman

20 de dezembro de 2016, 08h33

Morre Max Altman

Morreu na noite desta segunda-feira (20/12) o advogado, jornalista e militante socialista Max Altman. Max militou durante praticamente toda a vida. Judeu polonês, se filiou ao Partido Comunista aos onze anos, de onde sairia apenas em 1984 para se filiar ao PT. Como o homem imprescindível de Brecht, Max lutou toda a vida. Morreu ao lado da família. Suas cinzas, conforme seu desejo, serão jogadas sobre a mureta do Malecón, em Havana. Leia aqui o lindo e emocionado texto que seu filho, o militante e jornalista Breno Altman postou nesta manhã nas redes sociais.


15 de dezembro de 2013, 13h40

Max Altman: Notaram que o noticiário sobre a Venezuela desapareceu da grande imprensa?

A crucial vitória de Nicolás Maduro acabou com os planos da oposição de acabar com seu governo. Estavam cuidando dessa tarefa fazia meses, com remarcação de preços de todos os produtos muito acima da inflação, provocando desespero na população, desabastecimento induzido, sabotagem elétrica, açambarcamento, insegurança.


22 de março de 2013, 09h53

Altman: “Há sim uma revolução na Venezuela, Ferreira Gullar”

Como necessitam ser bem recebidos pelos novos correligionários, mostram-se crescentemente mais realistas que o rei. Ou seja, homens com uma história de esquerda passam a defender algumas das teses mais caras à direita


20 de janeiro de 2009, 20h11

Humanismo, esta é a real tradição hebraica

Nota do PT condenando as ações genocidas de Israel em Gaza provoca reações externas e internas. Abaixo dois artigos respondem a esta reação e a meu ver vale conhecê-los. Carta aos companheiros críticos da Nota do PT Por Max Altman Permitam-me uma digressão. Grande parte dos meus quase 72 anos dediquei ao exame e à […]