#ministério da Economia

14 de agosto de 2018, 19h57

Plano de governo de Bolsonaro mais parece um grupo de Whatsapp de direita em forma de documento

Em 81 páginas, o plano de governo de Jair Bolsonaro não apresenta soluções concretas para os problemas do país, fala o tempo todo de "Deus" e se apega a discursos vazios como "acabar com a doutrinação marxista" e a influência do "Foro de São Paulo"; ao falar de segurança, o candidato chama o golpe de 1964 de "revolução", propõe porte de arma aos cidadãos e redução da maioridade penal. Saiba mais