#não revela

19 de dezembro de 2017, 09h11

Volkswagen admite cooperação com a ditadura militar, mas não revela detalhes, aponta pesquisador

Empresa reconhece que facilitou prisão de, pelo menos, sete funcionários durante o período, porém, para o coordenador da Comissão da Verdade, ainda não é suficiente.