#Observatório de Favelas

17 de maio de 2018, 09h20

Mais que celebrar, hoje é dia de resistirmos à discriminação e seguir lutando para que a diversidade sexual seja respeitada!

Hoje, 17 de maio, é dia internacional do combate à homofobia e à transfobia. Viva a liberdade e a diversidade sexual! Por Carlos Minc


11 de outubro de 2017, 08h43

Assassinatos de adolescentes bate recorde no Brasil, segundo estudo da Unicef

O Brasil alcançou a marca de 3,65 adolescentes entre 12 e 18 anos assassinados para cada grupo de mil jovens. Uma sociedade não violenta deveria apresentar valores não muito distantes de zero e, certamente, inferiores a 1", explicam os autores


06 de agosto de 2013, 15h39

“O grande medo dos alunos era o caveirão”

Como a lógica de guerra operada pelo Estado do Rio de Janeiro nos espaços populares deixa em segundo plano o direito das crianças de aprender e se sociabilizar


25 de junho de 2013, 18h46

RJ: Após manifestação, operação do Bope em favela deixa 13 mortos

Observatório de Favelas informa que foram cometidos abusos como invasões de domicílio, depredações, saques, intimidação de moradores por parte de policiais e confisco ilegal de dinheiro e documentos


03 de fevereiro de 2012, 15h26

Remoções no Morro da Providência

Inicio do trabalho de documentação realizado pelo projeto #Entresembater, com a intenção de retratar a situação enfrentada pelos moradores que vem sofrendo ameaças de remoção por parte do poder público no Rio de Janeiro. O projeto #entresembater propõe-se a refletir e gerar um debate sobre o direito à cidade e à moradia, tendo em vista […]


02 de dezembro de 2010, 07h44

Depois do ‘Porrada Neles’… o que o Complexo do Alemão precisa?

Nota pública de instituições comunitárias atuantes no bairro do Complexo do Alemão Por Redação, 30.11.2010 (via Fala Povo) Diante dos acontecimentos recentes na Vila Cruzeiro e no Conjunto de Favelas do Alemão – formado por 14 Comunidade e com população estimada em 400 mil pessoas -, que culminaram na ocupação desta área por forças policiais […]


14 de maio de 2010, 17h02

Receita: como se recicla estigmas sociais por meio da ludicidade

Recebo pelo twitter o link do Observatório das Favelas e me deparo com um artigo que analisa um jogo no qual a pobreza é igual a violência; os favelados são bandidos, bêbados, criminosos, membros de gangue; a favela é vista como o locus do terror, a violência é transformada em espetáculo e para interagir os […]


29 de agosto de 2007, 19h06

Observatório de Favelas defende soberania urbana do Estado

Ações permanentes são formas muito mais eficientes do que invasão de regiões pobres para conter crime organizado.