#perseguidos

21 de novembro de 2017, 21h29

Alunos da Unifesp sofrem perseguição por criticar professores que apoiam Bolsonaro

Professores da instituição são colaboradores do deputado federal e o ajudam a elaborar seu plano econômico de governo