#poder ju

07 de novembro de 2015, 21h14

Como o Poder Judiciário sacia sua fome e garante sua casa

Juízes e desembargadores gaúchos vão receber, individualmente, R$ 38,3 mil de auxílio alimentação retroativos a 2011. Se necessidades públicas como aquelas cuja satisfação é inadiável forem comparadas com benesses salariais estendidas a carreiras jurídicas, podemos retirar algumas conclusões dessa desigualdade imoral