#poema

25 de Janeiro de 2018, 15h33

Chico César faz poema para denunciar caçada a Lula: “A vocês restará o lixo da história”

Cantor e compositor escreveu: “Aos idiotas /Antipatriotas /Vendilhões do templo-nação /Digo não /Aos canalhas /E à toda tralha /Que odeia quem trabalha /Digo: Vês, chegará vossa vez”.


10 de Fevereiro de 2017, 17h23

119 anos de Brecht e o “analfabeto político” continua a existir

Hoje, 10 de fevereiro, o poeta e dramaturgo de esquerda alemão, Bertolt Brecht, completaria 119 anos. Mais de um século depois, seu poema “Analfabeto Político” continua fazendo sentido. “O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política”. Leia Por Redação Em 10 de fevereiro de 1898 nascia, […]


25 de Janeiro de 2016, 20h44

Parabéns, São Paulo – Teu mar arde em meus olhos

PARABÉNS, SÃO PAULO – TEU MAR ARDE EM MEUS OLHOS São Paulo, teu peito é um desbarranco Teu mar arde em meus olhos São Paulo boteco, carquéra e cascaio. Teus cachorros montam cabritos E aqui até as pombas aprendem a cantar São Paulo oito cores no arco-íris Céu rosa e roxo, pincel sujo Teu crepúsculo […]


22 de novembro de 2015, 14h41

Conheça o poema ‘profético’ de Drummond sobre desastre no Rio Doce

Em 'Lira Itabirana', Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) critica o efeito da mineração em seu estado natal: "O Rio? É doce / A Vale? Amarga / Ai, antes fosse / Mais leve a carga". Confira o poema completo.


25 de Fevereiro de 2015, 20h43

Se Os Tubarões Fossem Homens, por Bertold Brecht

Poema verossímil com os nossos dias: Se Os Tubarões Fossem Homens, por Bertold Brecht. Se os tubarões fossem homens, eles fariam construir resistentes caixas do mar, para os peixes pequenos com todos os tipos de alimentos dentro, tanto vegetais, quanto animais. Eles cuidariam para que as caixas tivessem água sempre renovada e adotariam todas as […]


20 de agosto de 2013, 15h51

O analfabeto midiático

“Ele imagina que tudo pode ser compreendido sem o mínimo esforço intelectual”. Reflexões do jornalista Celso Vicenzi em torno de poema de Brecht, no século 21