#população prisional

22 de junho de 2015, 16h26

Alternativas penais: uma alternativa à prisão ou à liberdade?

As penas e medidas alternativas, atualmente conhecidas por “alternativas penais”, foram sendo progressivamente fortalecidas como uma estratégia de superar o simplismo que clama “prisão para todos os envolvidos” e buscar meios mais inteligentes de resolver os conflitos sociais. Quinze anos depois que as penas alternativas começaram a ser implantadas, no entanto, a população prisional do Brasil mais que dobrou, e espera-se um número ainda maior de pessoas cumprindo alternativas. Então, nos questionamos: por que as alternativas não reduziram o encarceramento?