#processoc

17 de junho de 2016, 18h35

Com ideia de Cunha e em dias atípicos, sessões do impeachment custaram R$ 3,5 milhões

Gastos pagos com recursos públicos foram referentes às horas extras pagas aos funcionários da Câmara durante a sessão que aceitou a admissibilidade do impeachment nos dias 15,16 e 17 de abril Por Redação A ideia encabeçada pelo presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de acelerar o processo de impeachment da presidente eleita […]