#produtora

28 de setembro de 2018, 17h33

Produtora fantasma recebe R$ 240 mil de campanha de Bolsonaro, diz revista Época

Para advogados eleitorais ouvidos pela publicação, divulgar na prestação de contas o CNPJ de uma empresa laranja pode ser considerado crime de falsidade ideológica eleitoral