#profeta Maomé

27 de outubro de 2017, 09h12

Deputado que se diz “ex-gay” tenta proibir a peça com Jesus trans em Salvador

De acordo com o deputado, o espetáculo estimula a intolerância religiosa. Ele chega a citar o episódio envolvendo o jornal francês Charlie Hebdo, quando 12 jornalistas foram mortos em 2015 por terroristas da Al-Qaeda


13 de janeiro de 2015, 09h04

Profeta Maomé com cartaz Je suis Charlie ilustra capa do Charlie Hebdo

A publicação da revista sairá amanhã (14), com uma tiragem de 3 milhões de cópias em vez das habituais 60 mil.