#Rádios arsenais

19 de setembro de 2013, 09h22

Uma revolução que não se perde

Para representantes dos movimentos sociais da Venezuela, processo de transformação do país seguirá mesmo que Hugo Chávez não possa estar à frente da presidência. A palavra de ordem, agora, seria “unidade”