#Raúl Zaffaroni

06 de maio de 2015, 14h23

“A diferença é que a operação ‘Mãos Limpas’ não visava um golpe de Estado”

Juristas brasileiros enviaram perguntas sobre a Lava Jato a Raúl Zaffaroni, o maior penalista da América Latina, que criticou as delações premiadas. "A magnificação de casos individuais de corrupção através dos meios massivos de comunicação é um velho recurso golpista, que conhecemos por tristes experiências", apontou