#resenha

30 de outubro de 2018, 21h59

Nasce outra estrela em “Bohemian Rhapsody”

Bohemian Rhapsody (dir. Bryan Singer, 2018) estreia no Brasil nesta semana e o blog Milos Morpha já assistiu e preparou uma resenha crítica; confira


22 de fevereiro de 2018, 22h35

O pouso de Lady Bird

por Cesar Castanha Em uma sequência de Frances Ha (dir. Noah Baumbach, 2012), a personagem-título, interpretada por Greta Gerwig (também corroteirista do filme), decide, impulsivamente, ir a Paris. Parece-lhe uma experiência que deveria ter tido. Sem planejamento ou dinheiro e enquanto ainda procura um novo lugar para morar em Nova York depois que sua amiga […]


20 de fevereiro de 2018, 22h11

Um outro inferno em “O Bom Lugar”

Por Cesar Castanha Há grandes spoilers da série O Bom Lugar. Em uma cena da peça Angels in America, de Tony Kushner, Roy Cohn (Al Pacino), um ícone do conservadorismo estadunidense[1], morrendo em decorrência da Aids, pede que Belize, o enfermeiro responsável por ele, fale sobre a vida após a morte, céu ou inferno. Belize, […]


15 de janeiro de 2018, 15h16

Greiner Costa fala sobre o livro “Comentários a uma sentença anunciada – o processo Lula”

De forma contundente os artigos questionam variados aspectos considerados equivocados ou ilegais da sentença anunciada em 12 de julho de 2017 pelo Juiz Sérgio Moro.


11 de novembro de 2017, 14h57

A América Latina sem esperança de Lucrecia Martel

por Cesar Castanha Numa casa afastada, cenário de O pântano (dir. Lucrécia Martel, 2001), Momi (Sofia Bertolotto), uma garota adolescente se arrasta entre sussurros apelando pelo afeto de Isabel (Andrea López), uma jovem que trabalha em sua casa. Ela está quase sempre de maiô e seus cabelos têm uma textura oleosa, de algo mal-lavado, o […]


28 de agosto de 2017, 21h53

São Paulo e a casa de bonecas em “Como Nossos Pais”

por Cesar Castanha Um amigo, há algum tempo morando em Bruxelas, disse que o filme Como nossos pais (dir. Laís Bodanzky, 2017) o deixou com saudades de São Paulo. Achei uma afirmação bonita, mas também curiosa, considerando que a cidade de São Paulo se apresenta no filme mais por um conjunto de espaços internos — […]


20 de janeiro de 2015, 16h30

“O Jogo da Imitação”: ética e ciência em tempos de guerra

O cinema desempenha hoje o papel que um dia foi da literatura: o de revelar e reproduzir os valores vigentes na sociedade que o produz, educando a memória coletiva e sedimentando um sentimento de unidade cultural. Comento hoje um dos indicados ao Oscar 2015: O Jogo da Imitação, cinebiografia de Alan Turing (se você não gosta de […]


12 de janeiro de 2015, 18h38

“Convoque seu Buda”, manifesto místico de um poeta antropófago

“Só a antropofagia nos une” Oswald de Andrade, Manifesto Antropófago Lançado em novembro do ano passado, Convoque seu Buda, terceiro álbum do rapper Criolo, foi celebrado e elogiado pela imprensa hypemaníaca. Na maior parte das resenhas, a excelente produção musical do álbum, a variedade de ritmos (rap, samba, afrobeat, reggae, disco, baião) e a atualidade das letras […]


18 de setembro de 2013, 10h44

Cypherpunks: Liberdade e o Futuro da internet

Marienna Pope-Weidemann resenha o livro de Julian Assange e mostra como os "cypherpunks" já antecipavam o “estado transnacional de vigilância” imposto pelos EUA


09 de janeiro de 2013, 18h39

A literatura marginal de Ferréz

Deus foi almoçar, que levou oito anos para ser elaborado, se distingue dos demais romances do autor pela linguagem apurada e pela renovação dos recursos textuais que estruturam o enredo


08 de novembro de 2012, 19h14

A esquerda que não teme dizer seu nome

Por falar claramente em superação da democracia parlamentar pela pulverização dos mecanismos de poder popular, o livro de Safatle já seria uma intervenção mais que bem-vinda no debate político brasileiro


09 de outubro de 2012, 18h37

Resenha de “A esquerda que não teme dizer seu nome”, de Vladimir Safatle

Só por falar claramente em superação da democracia parlamentar pela pulverização dos mecanismos de poder popular, o livro de Safatle já seria uma intervenção mais que bem-vinda no debate político brasileiro